sexta-feira, agosto 15, 2008

A morte de Orlando Fals Borda, sociólogo e pesquisador presbiteriano



A morte de Orlando Fals Borda, sociólogo e pesquisador presbiteriano

O sociólogo e pesquisador presbiteriano Orlando Fals Borda morreu, no dia 11-08-2008, aos 83 anos, em Bogotá. Defensor da Investigação Ação Participativa, Fals Borba obteve o título de mestre pela Universidade de Minnesota, em 1953, e Ph. D. em Sociologia pela Universidade da Flórida, em 1955. A notícia é da Agência Latino-Americana e Caribenha de Notícias - ALC, 13-08-2008.


Ao regressar a Colômbia considerou inevitável o estudo e aplicação das ciências sociais, especialmente da Sociologia. Em 1959, junto com Camilo Torres Restrepo, fundou a primeira Faculdade de Sociologia da América Latina na Universidade Nacional da Colômbia. Fals converteu-se no primeiro decano da faculdade, papel desempenhado até 1966.


Ao longo de sua trajetória constituiu-se num dos fundadores e representantes mais destacados da Investigação Ação Participativa (IAP), um método de pesquisa qualitativa que pretende não apenas conhecer as necessidades sociais de uma comunidade, mas também reunir esforços para transformar a realidade com base nas necessidades sociais.


O percurso fundamental da obra de Fals Borda está na conjunção da indagação sociológica com o compromisso político em benefício dos "setores populares", em cuja práxis postula a "investigação-ação participativa".


Nascido em Barranquilla, em 1925, filho de Enrique Fals Alvarez, docente e jornalista, e de María Borda Angúlo, líder comunitária do Magdalena, Orlando Fals recebeu a influência intelectual do pai, decisiva em sua formação como escritor. Também herdou da mãe o caráter austero e o interesse pelos problemas sociais.


O corpo do sociólogo foi velado na Universidade Nacional da Colômbia (UN) e o enterro foi realizado ontem, dia 14-08-2008.

Nenhum comentário: